O 4° PODER


Vergonha de Mineiro

Servidores do Ministério do Trabalho estão em greve

Até a emissão de Carteira do Trabalho está paralisada

 

 

UBERLÂNDIA: GREVE DEIXA 800 PESSOAS SEM ATENDIMENTO

 

Os serviços de emissão de carteira do trabalho e seguro-desemprego, além de outros tipos de atendimento ao público, foram suspensos na agência da Delegacia Regional do Trabalho, desde a última semana, devido à greve dos servidores administrativos do Ministério do Trabalho e Emprego em diversos estados brasileiros, incluindo Minas Gerais.

Os servidores pedem a implantação imediata do Plano de Carreira Específico dos Servidores Administrativos, a regulamentação da jornada de trabalho para que possam melhorar o atendimento à população. Eles querem, ainda, melhores condições de trabalho, paridade salarial entre ativos, aposentados e pensionistas e aumento do número de vagas para contratação dos remanescentes dos últimos concursos.”

(Fonte: Jornal Correio de Uberlândia)

 

           É certo que o direito à greve, assim como outras garantias do Estado Democrático de Direito é algo estabelecido constitucionalmente, conforme estabelece o art. 9.° CRF/88. Entretanto, tal direito não desonera nenhuma instituição pública do cumprimento de suas obrigações para com àqueles que dela necessitam de uma forma ou de outra.

O que ocorre na cidade de Uberlândia nas duas ultima semanas a meu ver denota pura e simples falta de respeito para com todos os cidadãos, que do Ministério do Trabalho necessitam.

         Por experiência pessoal, recorri à agência municipal para emitir a segunda via da CTPS (carteira de trabalho e previdência social), o que me deparei foi com um cartaz de péssima impressão, de difícil leitura, com informativo de greve por tempo indeterminado. Sendo assim, recorri a Prefeitura do município de Uberlândia, após duas horas e quarenta e dois minutos de espera para ser atendido, uma funcionária do departamento de serviços e assistência social do município me informou que não haveria possibilidade de emitir a CTPS, por falta de material necessário para tal expedição. E ainda, ratificou sobre a greve do Ministério do trabalho por prazo indeterminado.

Numa cidade que beira a 700 mil habitantes, considerada uma das principais dentre as mais importantes do interior do país, ocorrer um tipo de descaso como tal, é bem mais que vergonhoso é inaceitável, pois a única sensação que o cidadão pode sentir é a de que esteja sendo feito de palhaço. Ora, há de se convir que vivemos numa era de constante progresso, no que tange a questão logística e tecnológica, o que se falta mesmo é vergonha na cara, principalmente de gestores nomeados por apadrinhamento em alguns setores públicos.

Literalmente, isto é uma vergonha!

 

 

 

 



Escrito por Wesley jurista às 18h38
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


A CIDADE QUE NÃO PÁRA DE "QUERER SER"

 

http://www.youtube.com/watch?v=gX_G7bEYenc&feature=related

             O crescimento do espaço urbano da cidade de Uberlândia é reflexo da localização privilegiada na região central do país, sendo assim a cidade se faz como pólo de distribuição dentre os grandes centros da região sul e suldeste e o interior da região centro-oeste e norte, incluindo o Distrito Federal e demais capitais. Como um verdadeiro "mineirão da gema", como dizem por aí, todo desconfiado, me pergunto se diante de todo alárde e toda a propaganda de progresso e desenvolvimento, podemos nós cidadãos Uberlandenses considerar que vivemos realmente numa cidade de constante desenvolvimento? Há quem diga com bastante convicção que sim, entretanto, discordo de tal afirmativa, pois crescer se difere em grau e gênero de desenvolver.

           De que adianta crescer e padecer na mediocridade de uma renda per cápita que não chega a um salário mínimo e meio, submetidos a um custo de vida por vezes superior a algumas capitais do país? Ser um dos maiores pólo atacadista distribuidor de mercadorias do Brasil, quiçá da América Latina, e não conseguir sequer garantir empregabilidade para 2/3 da população em idade média ativa de trabalho.

           A intenção aqui não é destruir a nossa amada Uberlândia e sim desconstruir a visão utópica de cidade modelo que desde a década de 40 vem fazendo das classes sociais menos favorecidas "LIXO HUMANO", lixo esse jogado aos cantos periféricos nas mais miseráveis condições de vida.

         Quem realmente quer conhecer a verdadeira Uberlândia que se submeta ao transporte coletivo, se desloque aos extremos bairros periféricos, pois, vivemos hoje duas Uberlândia, a dáqueles que de um voo e outro estão se deslocando daqui a Belo Horizonte, Brasília e demais centros e a Uberlândia dos que a cada vez mais são jogados para os cantos, por meio da limpeza urbana com a criação dos "conjuntos habitacionais" que muito se difere dos oásis por trás das muralhas na Zona Sul da cidade.

       Deixo aqui minha revolta, meu desespero e meu grito de "ACÓRDA UBERLÂNDIA", não faça da urna eleitoral o vaso sanitário de cada dia!

        Vamos ser conscientes e cobrar o que nos é de Direito!

 

Art. 5.°, IV e IX  CRF/88 - P.S - Enquanto tiver forças para gritar eu irei gritar! Doa a quem doer!  



Escrito por Wesley jurista às 17h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


Gostaria de iniciar me apresentando;

Chamo-me Wesley, sou brasileiro, solteiro, natural de Uberlândia MG, estudante do curso de Direito da Universidade de Uberaba - UNIUBE, líder de classe, leitor assíduo da contemporânea doutrina jurídica e hoje por meio desse sítio resolvi criar esse canal de idéias, opiniões e por vezes denúncias com o intuito de preservar e lutar pela garantia do Estado Democrático de Direito. Sem demagogias e idealismos movidos por politicagem, mas por crer na viabilidade de uma sociedade justa e ética acima de qualquer interesse. Batalhando pelo "justo meio" a favor do interesse coletivo.

Inicio com uma frase de um ilustríssimo jurista que abrilhantou o meio jurídico com sua sabedoria e grandeza:

"A justiça pode irritar porque é precária. A verdade não se impacienta porque é eterna."

Rui Barbosa

 



Escrito por Wesley jurista às 21h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 
Meu perfil





BRASIL, Sudeste, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Política, Arte e cultura



Histórico


Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis